Como começar uma startup: 10 perguntas para guiar sua ideia
[editar artigo]

Como começar uma startup: 10 perguntas para guiar sua ideia

O termo startup nunca foi tão comum nas rodas de negócios e empreendedorismo. Cada vez mais empreendedores de todos os tipos, profissionais recém-formados, investidores e todos os interessados no tema discutem algum assunto relacionado a esse tipo de empresa. A grande questão para muitos deles, no entanto, ainda continua: como começar uma startup com eficiência?

É claro, essa não é uma pergunta fácil de responder. Fosse assim e com certeza o mercado não teria uma maioria de casos de fracasso, mas sim sucessos. Inclusive, arrisco dizer que não haveria inclusive necessidade nenhuma de este post existir.

Antes de mais nada é importante lembrar que essa pergunta inclui uma centena de variáveis que podem impactar na jornada do negócio. No entanto, neste post, vamos nos ater a 10 perguntas básicas que podem guiar o processo de como começar uma startup.

Elas foram listadas originalmente pelo Joaquim Torres, diretor de produtos da Locaweb e autor do livro Guia da Startup. Se liga!

Responda estas 10 perguntas e entenda como começar uma startup

1 - Qual problema sua empresa vai resolver?

Diferente do que a maioria das pessoas pensa uma startup não começa a partir de uma ideia, mas sim de um problema. A startup então terá a missão de solucionar esse problema de uma forma eficiente e melhor do que como ele já é solucionado.

O ideal é que esse problema seja grande o suficiente para o público a ponto de as pessoas estarem dispostas a pagar pela solução.

2 - Para quem esse problema será resolvido?

Não existe empresa se não houver definição clara do perfil do público-alvo que a organização deseja atender. Quem são? Onde moram? Quais seus hábitos de consumo? Que outras empresas satisfazem necessidades dessas pessoas? Quais seus anseios e desejos de vida? Tudo isso vai ajudar a entender como encontrar e impactar esse grupo de consumidores.

No caso de uma startup essa definição caminha junto com o problema a ser resolvido. Afinal de contas, além de o problema ser doído o suficiente a ponto de as pessoas aceitarem pagar pela solução, é preciso também que ele seja uma realidade para um grupo grande e considerável de pessoas.

3 - Qual o tamanho dessa oportunidade?

Essa pergunta tem uma relação bastante próxima com a questão anterior. No entanto, aqui estamos falando do tamanho do mercado potencial da startup, ou seja, um nível acima da etapa anterior.

Ou seja, o público-alvo é apenas uma parte do que chamamos de tamanho de mercado. Neste caso deve ser considerado também o montante financeiro que já circula nesse segmento, assim como o potencial de crescimento e faturamento da empresa.

4 - Quais alternativas já existem para solucionar o problema?

Se você está em busca de uma ideia genial que ainda não existe para começar uma startup, devo lhe informar que isso não vai acontecer. Todos os problemas já tem uma solução no mercado. A questão é que em alguns casos a solução oferecida/utilizada não resolve o problema da forma correta.

Seu trabalho nessa etapa então será o de mapear quais as soluções existentes no mercado, como elas funcionam e o que pode ser melhorado em cada uma delas.

5 - Por que sua empresa é o grupo mais qualificado para oferecer essa solução?

A vantagem competitiva é a qualidade de uma empresa que a diferencia de seus concorrentes e a torna indispensável para determinada necessidade de um público-alvo.

A diferenciação costuma existir desde o nascimento da empresa, mas o ideal é determinar o que torna sua equipe diferenciada logo no início da jornada sobre como começar uma startup.

6 - Por que neste momento especificamente?

Timing é tudo no mundo dos negócios. No caso do mercado de startups, mais ainda. Antes de começar uma startup é fundamental que o empreendedor avalie se aquele momento é o mais indicado para o lançamento daquele produto específico.

Por vezes é essa análise que vai mostrar que o mercado ainda não está preparado para receber aquele tipo de produto. Se isso acontecer, sua startup estará fadada ao fracasso.

7 - Como esse produto irá chegar ao mercado?

Para ter sucesso uma empresa não pode simplesmente abrir as portas e esperar os clientes aparecerem. É preciso pensar e planejar como seu produto ou serviço será lançado e chegará ao mercado. Para uma startup, novamente, a lógica não é diferente.

Antes de sair programando e correndo atrás de questões burocráticas é fundamental entender como essa sua solução será lançada e por meio de quais canais ela irá impactar seu público-alvo.

8 - Como essa empresa vai ganhar dinheiro e de que forma será mensurado o sucesso?

Essa pergunta mal precisa de comentário, não é mesmo? Saber como começar uma startup passa, principalmente, pelo entendimento da forma como esta nova empresa irá gerar receita. Basicamente o que muitas pessoas chamam de monetização.

Existem diversos modelos de negócio disponíveis no mercado, e antes de decidir qual o ideal é importante que você conheça cada um deles para ver como ele pode ser útil para seu negócio. Junto disso vale a pena também pensar nas métricas que serão utilizadas para mensurar o progresso da empresa e quão perto ela está das metas estabelecidas inicialmente.

9 - Quais os fatores críticos para o sucesso?

No canvas do modelo de negócio há dois blocos intitulados "Recursos chave" e "Atividades chave". Ambos reúnem tanto recursos quanto atividades fundamentais para o sucesso do negócio.

Ou seja, coisas que não podem faltar e que correm o risco de inviabilizar o negócio. Nesta etapa podem ser inclusos pontos como a tecnologia necessária, a equipe, o conhecimento, o espaço, entre outras alternativas.

10 - Em vista das respostas acima, qual o caminho a seguir?

Por fim, a pergunta mais simples de todas. Resumindo: com base em tudo o que foi respondido até aqui você continua para a execução do negócio ou pára por aqui?

É uma lista grande, é verdade, mas como o próprio autor cita, responder as perguntas é um exercício necessário para qualquer empreendedor queira entender como começar uma startup.

Siga essa jornada com muita honestidade envolvendo todos os interessados no negócio, e com certeza seu caminho terá uma chance bem maior de sucesso.

COMPARTILHE
Marcus Pereira

Marcus Pereira

Community Manager - Capivalley

Artigos relacionados

login modal