[ editar artigo]

Como usar metodologias ágeis para o gerenciamento de P&D e projetos de inovação?

Como usar metodologias ágeis para o gerenciamento de P&D e projetos de inovação?

A inovação é essencial para a sobrevivência de empresas no mercado, ainda mais em tempos de muita competitividade e rápidas mudanças. Trabalhar com inovação é possuir incertezas sobre os resultados, trabalhar com diversidade de pessoas e ideias e sentir-se desafiado, o que eu garanto que é algo apaixonante. Isso faz com que os modelos tradicionais de gestão de projetos, não consigam mais se adequar a esse novo cenário que vivemos.

A metodologia tradicional de gerenciamento de projetos costuma trabalhar com escopo fixo, enquanto que tempo e custo se tornam variáveis. (AMARAL et al., 2011)

A metodologia ágil tem como papel principal, transformar a gestão para uma forma mais rápida, eficiente, flexível na hora de administrar projetos, acompanhar resultados e fazer ajustes rápidos. Com isso, a agilidade é uma habilidade muito importante para se adaptar continuamente e constantemente para fazer melhorias na forma como você trabalha.

Manifesto Ágil x Modern Agile

A origem das metodologias ágeis veio do Manifesto Ágil, criado em 2001, e que é uma declaração de valores e princípios essenciais para o desenvolvimento de software. Os principais valores que baseiam as metodologias ágeis são que os indivíduos devem ter mais interação que processos e ferramentas, foco no ser humano, funcionamento do software, colaboração com o cliente e a adaptabilidade a mudanças. 

Recentemente, surgiu mais uma versão do Manifesto Ágil, conhecido como Modern Agile, e que defende que a segurança deve ser um pré requisito para proteger dados importantes, entregar valor ao produto ou serviço, fazer implementação contínua de experimentação e aprendizado, e o mais importante na minha opinião, que é fazer as pessoas que usam, fabricam, compram, vendem ou financiam produtos ou serviços se sentirem pessoas importantes e incríveis ao longo desta jornada.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Hoje em dia, as metodologias ágeis não estão voltadas somente para desenvolvedores de softwares. A utilização das metodologias ágeis tem o intuito de auxiliar no gerenciamento de projetos de inovação e pesquisa e desenvolvimento (P&D) em diferentes áreas de trabalho, a fim de promover principalmente a flexibilidade frente a estas dificuldades e mudanças constantes, como por exemplo:

Em projetos de inovação é necessário um esforço para criar um produto ou serviço para alcançar resultados eficazes. As empresas buscam inovar para melhor o seu desempenho, seja pelo aumento da demanda, seja pela vantagem e diferenciação mercadológica, que consequentemente aumenta a produtividade e diminui seus custos. 

Já em uma P&D (pesquisa e desenvolvimento) é preciso adquirir os conhecimentos necessários para um projeto de inovação efetivo. Isso faz parte do conjunto de atividades de inovação, que pode ser realizado em diferentes etapas do processo, como fonte de conhecimento para ideias ou para solucionar problemas que possam surgir ao longo do processo de inovação. 

O que é Inovação Ágil? 

A inovação ágil defende a utilização dos métodos ágeis como uma ponte para a melhoria dos processos de inovação em qualquer ambiente empresarial. É fundamental a criação de um time multidisciplinar que reúna participantes com diferentes pontos de vista e perfis profissionais, que pode ser a chave para um processo de criação muito mais rico e eficiente. 

Quando pessoas criativas de diferentes áreas se unem para atingir objetivos, as descobertas mais inesperadas acontecem.

Cada vez mais as empresas estão investindo em times que buscam por inovação, e que adotam metodologias ágeis para trabalhar de uma forma mais estratégia e com foco nos objetivos, teste rápidos com consumidores e melhoria constante nos processos. Quando pessoas criativas de diferentes áreas se unem para atingir objetivos, as descobertas mais inesperadas acontecem.

Assim como inovar, ser ágil é uma habilidade necessária para se adaptar continuamente e constantemente, com objetivo de fazer melhorias na forma como você trabalha. Para conseguir ativar esta habilidade, em muitas empresas são utilizadas determinadas metodologias por times focados em inovação.

Principais metodologias ágeis

Scrum

O Scrum é uma das metodologias mais utilizadas nas empresas nos dias de hoje. Em um primeiro momento é feita uma reunião chamada Sprint, que é composta por um Product Owner com auxílio de um Scrum Master, ambos responsáveis por criar uma lista chamada de Product Backlog, que priorize as principais atividades que devem ser desenvolvidas pela equipe durante o Sprint. 

Diariamente é realizada uma reunião para verificar o desenvolvimento de cada atividade e uma validação do que foi feito e corrigido. Os Sprints são feitos de maneira contínua e tem o objetivo de incrementar o produto, englobando a sua evolução e iniciativas de maior magnitude. Para você se aprofundar mais neste método recomendo a leitura do livro:

Scrum - A arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo

Lean

O método Lean ajuda a capacitar e reduzir a incerteza no processo de inovação. É um processo que estrutura a inovação e distingue o seu desenvolvimento da geração de ideias, e auxilia na cultura de resolução de problemas. Essa metodologia é usada para simplificar o modelo de negócios, eliminar desperdícios e usar o feedback do cliente para criar valor, usando ferramentas como o Business Model Canvas, Growth Hacking e Custumer Development.

O Lean distingue a geração de ideias do processo de desenvolvimento. Sendo assim, atende às necessidades dos clientes de maneira econômica, capacita pesquisadores e reduz a incerteza no próprio processo de inovação. O principal objetivo é tornar o negócio mais ágil, experimental, adaptável às mudanças, baseado no feedback e na aprendizagem na prática.

Kanban

O Kanban é utilizado para identificar possíveis afunilamentos no processo e corrigir em tempo hábil, para que as atividades possam fluir na velocidade ideal e com custos controláveis. Com essa ferramenta é possível gerenciar o trabalho conforme ele se move em um processo e fica mais fácil de visualizar o fluxo dos procedimentos e o trabalho real passando por ele.

O objetivo do Kanban é identificar possíveis afunilamentos no processo e corrigi-los em tempo hábil para que as atividades possam fluir na velocidade ideal e com custos controláveis. Entre outros benefícios, empregar o Kanban em times de inovação garante que a multitarefa seja eliminada. Isso aumenta a capacidade de aprendizado e a rápida correção de erros.

Hoje em dia, a versão mais moderna do Kanban são ferramentas digitais como o Asana ou Trello, que usa quadros, listas e cartões para organizar e gerir projetos colaborativos. Com o uso de cartões e elementos visuais para acompanhar o fluxo de trabalho e status de projetos.

Como aplicar essas principais metodologias para obter uma inovação ágil?

As empresas pequenas e de espírito empreendedor oferecem mais agilidade e pensamento criativo, ao contrário das organizações maiores que precisam cobrir seus erros por não pensarem e investirem em inovação.

As metodologias ágeis são fundamentais para empresas que buscam por inovação e eficiência em processos. Esse modelo ágil de inovação é imprescindível, para que as empresas cheguem mais rápido ao mercado, ajudando a desenhar novos modelos de negócios e a transformar as experiências do consumidores.

As principais fases que você deve ter em mente para aplicar inovação ágil são:

Fase de ideação: Como trazer inovação para seu negócio?

Para trazer inovação para seu negócio é necessário planejar bem a mudança de pensamento de inovação ágil. Os líderes precisam ser os responsáveis em transmitir a mudança e engajar a organização em torno dos novos modelos, fomentar uma cultura de demonstrar ideias e fazer experimentações para ter uma colaboração com o ecossistema de inovação.

Um dos primeiros passos é a troca de ferramentas tradicionais para novas, que já são de grande impacto. A escolha de metodologias vai da cultura de cada empresa, para ter um engajamento e conhecimento das ferramentas por todos colaboradores. 

Fase de aceleração: Como você se comunica e dá autonomia para sua equipe criar ideias novas para o seu negócio evoluir?

A criação de um time multidisciplinar que reúna participantes com diferentes pontos de vista e perfis profissionais, pode ser a chave para um processo de criação muito mais rico e eficiente. Cada vez mais as empresas estão investindo em envolver desenvolvedores de tecnologia, cientistas de dados ou pesquisadores de um tema específico na hora de criar soluções para o seu negócio, encontrar a melhor forma para contar histórias visuais e analisar a importância da informação visual para absorção de conteúdo. Quando pessoas criativas de diferentes áreas se unem para atingir objetivos, as descobertas mais inesperadas acontecem.

É fundamental a equipe buscar trabalhar com a agilidade de uma startup, que é essencial incorporar esses mecanismos para aprender com colaboradores menores e refinar a sua própria abordagem quando o assunto é inovação, adotando alguns comportamentos e abordagens dos mais novos. Assim como, ter uma comunicação aberta e regular é essencial no ambiente de negócios, para que haja uma compreensão e alinhamento entre todos.

Fase de ativação: Como abrir o canal de comunicação com os seus clientes, para que ele possa participar do processo de criação e inovação para melhorar seu produto ou serviço?

Empresas de varejo e de bens de consumo têm culturas, processos e velocidades de trabalho diferentes das startups. O alinhamento de expectativas requer a capacidade de compreender claramente as preocupações um do outro. Ambos devem ser claros sobre as suas funções, responsabilidades e expectativas.

Uma colaboração de sucesso requer que cada um aprofunde e entenda o ambiente de negócios um do outro. Em meio a uma colaboração de inovação, somente métricas de performance não funcionam. Costuma ser bem mais eficiente inovar desenvolvendo ideias rápidas, que sejam boas, para depois testá-las e aprimorá-las.

Case de inovação ágil

Shake Shack é uma hamburgueria americana de restaurantes casuais rápidos, com sede em Nova York. Começou como um carrinho de cachorro-quente no Madison Square Park em 2001, e sua popularidade aumentou constantemente e hoje já tem diversas lojas.

Recentemente eles abriram uma loja somente de inovação, que é uma loja de testes que avalia o feedback dos consumidores ao provarem seus produtos novos lançados somente nesta loja. O feedback é avaliado por pesquisa de NPS depois que os consumidores provarem tudo e na loja existem câmeras que analisam por Inteligência Artificial a satisfação dos clientes ao comer determinados produtos. 

Sendo assim, a equipe do Shake Shack tem oportunidade de criar coisas novas, focar no cliente e ter um canal de comunicação aberto com o cliente, que se sente muito mais importante para a empresa ao saber que ajudou no processo de criação e inovação de melhorias no produto.

Você tem algum case de inovação usando as metodologias que eu citei aqui? Deixa seu comentário e conte essa história aqui também!

Capivalley
Lorena Pickert Striquer.
Lorena Pickert Striquer. Seguir

Sou uma estudante, sonhadora e contadora de histórias focada na construção de experiências comunitárias que ajudem a capacitar outras pessoas. Atualmente trabalho como Community Manager na Hotmilk. Tem alguma pergunta? Me mande uma mensagem :)

Ler matéria completa
Indicados para você